Sobre as pausas

Música, no universo acadêmico, é entendido como a organização de sons e silêncios. Pare e pense um pouco no que isso significa. Todo e qualquer som que nós escutamos, não poderiam nunca se tornar uma música, se não fossem as pausas que existem entre eles. Em outras palavras, nós só conseguimos perceber que ela é, graças aos momentos em que ela não é!

E como isso não pode ser replicado para coisas da nossa vida...

Quantos, projetos, pessoas, atividades e até pensamentos nossos, não nos acompanham por muito mais tempo do que deveriam, por não conseguirmos suspendê-los? Quantas coisas só percebemos o quanto eram tóxicas, depois que acabam? 

Em nossa vida, assim como na música, muitas vezes não é possível distinguir uma coisa de outra, sem as pausas. Precisamos das interrupções, para enxergarmos com clareza, tudo que está acontecendo. Um outro exemplo:

Você provavalmente já passou por uma sitação em que não importa o que você faça, a sensação de cansaço parece não querer sair de você. Mesmo com os horários de sono regulados, a energia para encarar as atividades parece estar constantemente em falta.

Esse esgotamento, é na realidade nada menos do que um sinal. É a forma que nosso corpo nos comunica que é hora de dar uma pausa

Entretanto, a decisão sobre parar com algo em nossa vida, é muitas vezes complexa. Envolve a nossa razão, nossa emoção, somada às de outros. Em muitos casos, são várias coisas estão em jogo, conectadas, e não separamos um tempo para essa reflexão.

Por isso, pense agora, com você mesmo: que pausa você pode estar precisando fazer, nesse final de ano? Será que tem alguma coisa, que você tem dado espaço em sua vida, que não seria válido se afastar, por um tempo?

Que nessa semana, seu caderno te inspire ideias transformadoras.

E que a sua consciência seja cada vez maior.

Mar. Cadernos.

1 comentário

anatavora2@gmail.com

Linda e perfeita mensagem. Obrigada!

Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados