Você é uma pessoa pessimista ou otimista?

Todos nós já passamos por momentos onde o otimismo ou o pessimismo gritou mais alto dentro de nós, e diante de tantas experiências que vivemos, muitas vezes nos perguntamos: qual das duas posturas apresentamos com mais frequência?

Pense em uma pessoa muito otimista e outra muito pessimista que você conheça. Que características cada uma tem? A princípio, podemos compreender que, as pessoas otimistas projetam vitórias, enquanto as pessimistas, derrotas. Mas o que são exatamente vitória e derrota?

Ambos os conceitos estão atrelados a uma expectativa que criamos sobre determinada situação, e essa expectativa, foi criada exclusivamente por nós. Nesse sentido, o significado de vitória e derrota não está na opinião de terceiros, e é muito importante não deixarmos o julgamento do outros interferir nessa nossa análise.

É muito comum que o nosso inconsciente se utilize de pensamentos pessimistas para esconder medos e inseguranças sobre determinados planos. O futuro ainda não aconteceu, mas alguns cenários que criamos são tão perturbadores, que manipulamos, sem perceber, a probabilidade que ele pode acontecer, para justificar nossa decisão de desistência.

Por outro lado, o otimismo também pode nos sabotar, distorcendo a realidade para que a nossas opiniões pareçam mais certas do que realmente são, ou ainda, desconsiderando parte das variáveis ao decidir sobre determinada situação. Ser otimista, portanto, pode não ser a opção mais prática também, em muitos casos.

Nesse sentido, ao invés de pensar "eu vou conseguir com certeza" ou "isso nunca vai dar certo", existe uma postura alternativa: a curiosidade exploradora. Nela, o importante são os desafios que precisam ser superados ao longo do caminho, levantando as estratégias com maior chance de trazer os resultados, bem como suas melhorias.

Dessa forma, fica mais difícil cairmos nas armadilhas do nosso ego. Muitas vezes esses artifícios são invisíveis para nós mesmos, mas são totalmente controladores das nossas decisões. Recomendamos, portanto, que você tente adotar uma postura exploradora, que estimula o crescimento e aprendizado, dando foco no que realmente nos importa: a realidade.

Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados