Você sente que vive uma vida plena?

Te convido nesse momento a parar tudo que está fazendo e refletir um pouco sobre essa pergunta. Talvez ela tenha te causado um desconforto, mas está tudo bem - é sobre isso que quereremos abordar.

É completamente normal sentir isso. Estamos falando de um sentimento muito abstrato, que não entendemos muito bem o que ele é. Talvez por ser uma pergunta complexa demais.

A nossa percepção sobre o mundo muda a todo instante, bem como as nossas referências para se perceber. Por conta disso, já é no mínimo desafiador, encontrar uma resposta que contemple todas nossas oscilações.

Mas o mais difícil, está ainda em definirmos o que é, para nós, uma vida plena. O que falta para atingirmos isso, qual seria a nossa "noção de sucesso"?

Pensando nisso, percebemos que perguntas como essa não valem a pena de serem encaradas dessa forma, pois nos levam a focar no que não é tão importante.

Ao invés de pensar no que nos falta, deveriamos dar mais ênfase em tudo o que nós temos de fato conosco, e que poderiamos não ter. Quem somos, as pessoas que convivemos, nossas conquistas, e vários outros detalhes, muitas vezes pequenos, que nos passam despercebidos.

De acordo com a neurociência, quando uma pessoa sente gratidão, o cérebro entende que algo de positivo está acontecendo, liberando a dopamina, um neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e bem-estar. 

Pessoas que expressam sua gratidão, possuem maiores doses de bom humor, otimismo, melhora na qualidade do sono, praticam mais exercícios físicos, e apresentam níveis de depressão e estresse mais baixos. Se sentir mais grato, é, portanto, algo que pode transformar nossa maneira de encarar a vida.

Sugerimos, então, através desse texto, um exercício diferente, que tem uma capacidade gigante de nos ajudar a cultivar uma percepção mais positiva sobre a vida, dando espaço para esses sentimentos, ao invés de outros.

Tudo o que você precisa é de um caderno e uma caneta. Todos os dias, antes de dormir, se comprometa a escrever cerca de 5 coisas que aconteceram ao longo do dia, pelas quais você gostaria de agradecer. Podem ser de qualquer tipo, relacionadas a qualquer âmbito da sua vida - o importante é que seja de coração. Além disso, busque ser bem específico, descrevendo em detalhes o que aconteceu.

Imagine, durante o dia, como seria viver sem as coisas que fazem parte da sua vid. Pense no que impacto que elas tem, e se permita sentir a falta que elas fariam. Não se esqueça também de colocar no caderno as surpresas, isto é, acontecimentos inesperados e surpreendentes que apareçam.

O resultado desse exercício é incrível. Prestar atenção nas coisas boas da vida, que muitas vezes, consideraríamos garantidas, nos ajuda a ter mais consciência de tudo de bom que já temos, dando um novo significado à nossa vida. Além disso, ler e relembrar de cada uma dessas anotações feitas diariamente após alguns meses é também uma experiência maravilhosa.

Muitas vezes, nossos vazios e frustrações tem relação direta com a maneira com que estamos observando, a nossa realidade. Nesse sentido, é fundamental reafirmarmos constantemente, para nós mesmos, o lado bom das coisas, sem comparações ou idealizações, olhando exclusivamente para dentro de nós mesmos.

Que a sua semana seja repleta de momentos bons,

E que você consiga dar a devida atenção a cada um deles :)

Mar. Cadernos

Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados